domingo, 6 de janeiro de 2013

P.S. Eu te Amo - Cecelia Ahern

“Existem amores que duram mais que uma vida”
PS eu te amo
Gerry e Holly eram namorados de infância e ficariam juntos para sempre, até que o inimaginável acontece e Gerry morre, deixando-a devastada. Conforme seu aniversário de 30 anos se aproxima, Holly descobre um pacote de cartas nas quais Gerry, gentilmente, a guia em sua nova vida sem ele. Com ajuda de seus amigos e de sua família barulhenta e carinhosa, Holly consegue rir, chorar, cantar, dançar e ser mais corajosa do que nunca.
Editora: Novo Conceito
Páginas: 365

Dizem que todas as pessoas têm suas alma-gêmeas. Gerry definitivamente era a de Holly. Mas, após sete anos de casamento, Gerry adoeceu e deixou a vida. Holly, então, perdeu sua vontade de viver, dormindo muito mais do que costumava, ainda de roupa, e acordando em diversos móveis pela casa. Estava solitária, sem o amor de sua vida.
“Você foi a minha vida. Mas eu fui só um capitulo da sua”
Mas, falando com sua mãe ao telefone, Holly descobre um pacote de cartas, sabendo apenas que é uma “lista”, combinado entre o casal enquanto Gerry ainda vivia. Dentro do pacote, dez cartas para a “Disco Diva”, com dicas para superar sua morte e seguir com a vida.
P.S. é um livro cativante, que surpreende. Embora quisesse lê-lo, tinha um pouco de medo de ser um romance “água com açúcar”, meloso. E me enganei. A história tem, sim, um certo romance, mas também humor e drama. Ao mesmo tempo em que choramos com Holly a morte de Gerry, nos divertimos com Sharon e Denise, amigas da protagonista, e nos apaixonamos pelas novas personagens que surgem. A cada carta, uma ansiedade nova, uma risada ou uma lágrima. A cada página, uma surpresa, raiva ou comemoração, alegria ou tristeza.
A única coisa que me incomodou foi o fato de, às vezes, Holly ser um tanto quanto egoísta e frustrada com a vida. Mas, entendendo a situação, foi fácil continuar a leitura. Afinal, a Disco Diva (como era chamada por Gerry) perdeu o marido e era questionada sobre isso o tempo todo.
Cecelia, a autora, conseguiu escrever o livro em uma narrativa dinâmica, sem arrastar ou empacar em parte alguma. É um livro gostoso de ler, que faz com que o leitor pense na história dias depois do término da leitura.
Em 2007, foi adaptado para o cinema, entretanto, com muitas mudanças na história, fazendo com que sejam dois enredos diferentes, apenas com o mesmo contexto.
O livro é recomendadíssimo para quem gosta do gênero ou quem quer conhecer o romance como estilo literário.
Avaliação final:
4-5


Um abraço,
Assinatura 1

**Encontrou algum erro? Envie um e-mail para eulivro.tulivras@gmail.com comunicando!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Chega mais! Quero saber sua opinião!